Quanto o Técnico em Próteses Dentárias deve cobrar nos orçamentos?

0
Quanto o Técnico em Próteses Dentárias deve cobrar nos orçamentos?

Nem todo Técnico em Próteses Dentárias sabe como calcular o preço dos seus serviços. Você é um deles?! Neste post, aprenda, de forma simples e prática, como fazer orçamentos que gerem lucro para você e, ao mesmo tempo, sejam justos para os seus clientes.

O cálculo para orçamentos

Antes, para fazer esse cálculo, você precisa entender o que e custo variável e o que é custo fixo.

O primeiro envolve os gastos que têm maior chance de variar em um tempo menor, como materiais e impostos. Já o segundo diz respeito às despesas que praticamente não mudam salários, contas de água e luz, aluguel…

Agora que você já sabe a diferença, some custo variável, custo fixo e lucro por encomenda. Em resumo: você deve chegar a um preço suficiente para cobrir o que o laboratório gasta com todo o processo de confecção e venda, sem se esquecer, claro, do lucro para que o seu laboratório cresça no futuro.

Para ajudar na decisão, também pesquise o preço dos concorrentes para saber com o que está competindo – o BookLab pode ajudar! E, ainda que o lucro não seja tão grande no começo da sua empresa, pense que é essencial, nesse primeiro momento, ser considerado pelos clientes uma opção dentro da realidade.

Mas cuidado! Não exagere ao baixar a margem de lucro. Caso o seu serviço não se sobressaia aos demais, você pode ter prejuízos que podem levar até mesmo à falência. Saiba planejar!

E, uma última dica: se for possível, faça mais de uma lista de orçamentos, com formas de pagamentos e possíveis descontos. Sempre, claro, levando em consideração a saúde financeira do seu estabelecimento.

Mais no Blog BookLab

Gostou do post desta quarta-feira? Então, confira no nosso blog outras publicações produzidas especialmente para protéticos. Tem dicas para atrair mais clientes e sugestões de como manter o laboratório sempre organizado. Até a próxima!